09/11/2020 às 16h58min - Atualizada em 09/11/2020 às 16h58min

Recurso é indeferido e Missões está na bandeira vermelha

Suzy Scarton / Assessoria de Imprensa/ LH Franqui

O Gabinete de Crise indeferiu, nesta segunda-feira (9/11), os dois pedidos de reconsideração enviados ao mapa preliminar da 27ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado. Sendo assim, o Rio Grande do Sul fica com três regiões em bandeira vermelha, 16 bandeiras laranjas e duas bandeiras amarelas.

Na terça-feira (10/11), quando começa a vigência da 27ª rodada, se completam seis meses do modelo de Distanciamento Controlado, que entrou em vigor dia 10 de maio. As bandeiras da 27ª semana são válidas até as 23h59 de segunda-feira (16/11).

As regiões em bandeira vermelha são Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo (Missões). A região de Cruz Alta não contestou a classificação preliminar em risco epidemiológico alto. As regiões de Ijuí e Santo Ângelo entraram com pedidos de reconsideração, que foram indeferidos depois da análise do Gabinete de Crise.

Os recursos foram indeferidos devido à significativa piora em diversos indicadores da macrorregião Missioneira, mas igualmente nos números locais das regiões de Ijuí e Santo Ângelo. Ainda que a ocupação de leitos esteja relativamente baixa, se percebe um número crescente e mais elevado em relação a semanas anteriores, de acordo com o Comitê de Dados.

A região Covid de Santo Ângelo, na quinta-feira (5/11), tinha apenas dois leitos livres de UTI, ante oito na semana anterior, e viu aumentar de 12 para 17, de uma quinta-feira para outra, o total de pacientes com Covid-19 necessitando de tratamento intensivo. O número de internações em leitos clínicos de pacientes Covid-19 também aumentou.

Na região de Ijuí, os casos de internação em leitos clínicos aumentaram ao longo da semana – de 24 para 33. Houve, ainda, seis óbitos nos últimos sete dias.

Das 21 regiões Covid, apenas Uruguaiana, Bagé e Guaíba não aderiram ao sistema compartilhado. As outras 18 já adotam protocolos alternativos às bandeiras definidas pelo governo – Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Lajeado, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo e Taquara.

Regra 0-0

Conforme o mapa preliminar da 27ª rodada, 57 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha, somando 681.771 habitantes, o que corresponde a 6% da população gaúcha (total de 11,3 milhões de habitantes).

Desses, 29 municípios (117.630 habitantes, 1% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Na região Covid de Santo Ângelo (Missões), estes municípios podem adotar os protocolos da bandeira laranja:

Bossoroca;
Caibaté;
Dezesseis de Novembro;
Eugênio de Castro;
Garruchos;
Pirapó;
Porto Xavier;
Rolador;
Salvador das Missões;
São Pedro do Butiá;
Sete de Setembro;
Ubiretama;
Vitória das Missões.

Os demais municípios missioneiros, apesar da bandeira vermelha, podem adotar medidas menos restritivas, uma vez que a região aderiu à cogestão, que prevê protocolos alternativos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »