04/02/2022 às 08h27min - Atualizada em 04/02/2022 às 08h27min

Rio Grande do Sul tem 58 crianças internadas por Covid-19

Pico de hospitalizações no Estado pela doença em 2022 ocorreu nessa terça-feira

Correio do Povo
Hospital da Santa Casa da Misericórdia tem nove crianças internadas por Covid-19 | Foto: Divulgação / Santa Casa / CP Memória

O Rio Grande do Sul tem 58 crianças internadas por Covid-19. O número consta no dado mais recente divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), nesta quinta-feira. Em Unidade de Terapia Intensiva pediátrica, são 18 internações no Estado. 

O pico de internações por Covid-19 entre crianças no RS em 2022 foi nessa terça-feira, quando 63 estavam hospitalizadas em decorrência da doença. Na quinta-feira passada, o RS ainda teve o dia do ano com mais pessoas do público infantil nas UTIs (22). 

Em janeiro deste ano, a rede hospitalar atendeu em média 28,35 crianças com Covid em internações clínicas por dia, número mais de sete vezes maior do que o registrado em dezembro: 3,38. Na UTI pediátrica o aumento também foi significativo. De acordo com os dados estaduais, atualizados hoje, foram em média 10,87 crianças infectadas no mês de janeiro, contra média de 3,54 em dezembro, diferença de 208%.

Em Porto Alegre, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), das 78 crianças internadas em UTI, sete estão com Covid-19. Conforme informações disponibilizadas pela Santa Casa da Misericórdia nesta quinta-feira, do Hospital da Criança Santo Antônio, a instituição tem nove internações pelo coronavírus entre crianças (nenhuma na UTI).

No Grupo Hospitalar Conceição (GHC), em sua mais nova atualização, são nove crianças internadas por coronavírus, três delas na UTI. O número atual total de hospitalizações da casa de saúde é o mesmo se somadas todas as internações do público infantil pela Covid-19 nos meses de novembro (6) e dezembro (3).  

No Hospital Moinhos de Vento, são cinco crianças internadas por Covid-19, sendo duas na UTI. Já o Hospital de Clínicas de Porto Alegre chegou a ter na semana passada 14 crianças internadas pela Covid-19. Hoje, no entanto, o número diminuiu para quatro.

De acordo com o Chefe de Emergência Pediátrica da instituição, João Carlos Batista, o público infantil com comorbidade é quem tem o maior risco de desenvolver complicações com a doença. "Quando a Covid ocorre em crianças previamente saudáveis, a evolução é muito favorável. Porém, quando ocorre em crianças com história de obesidade, doença cardíaca, doença neurológica, doença pulmonar, transplantadas ou imunodeficientes, a evolução clínica pode ser ruim", ressalta.  

Vacinação pediátrica  

Principal forma de combate ao coronavírus, a vacinação contra a Covid-19 teve início no dia 19 em todo o RS. A imunização para o público atualmente está disponível com as vacinas pediátricas da Pfizer e da Coronavac. Batista espera que, com o andamento da imunização, menos crianças vão precisar de hospitalização. "Quanto mais ampliada a vacinação, menos casos", enfatiza. "Mas, por enquanto, como a transmissão é muito alta, existem muitos casos se positivando", acrescenta.  

De acordo com a SES em sua última atualização, 2,8% das crianças de 5 a 11 anos no RS já tomaram a primeira dose de proteção contra a Covid-19. Somente na Capital, o percentual aumenta para 8,6%, de acordo com a prefeitura.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »