07/03/2022 às 09h05min - Atualizada em 07/03/2022 às 09h05min

Com gol de David, Inter vence o Aimoré e volta ao G-4 do Gauchão

GZH

Em uma noite marcada por vaias ao longo de todo o jogo no Beira-Rio, o Inter venceu o Aimoré por 1 a 0, pela 10ª rodada do Gauchão, e voltou para a zona de classificação às semifinais do Estadual. O único gol da partida deste domingo (6) foi marcado pelo David, o seu primeiro com a camisa colorada, na etapa inicial.

Com a vitória, o Inter chega aos 15 pontos e está a três do Grêmio, o segundo colocado. A diferença para o líder Ypiranga ainda é de seis. O Colorado agora foca toda sua atenção no Gre-Nal da próxima quarta-feira (9), às 21h, no Beira-Rio, que poderá ser decisivo para a sequência do trabalho de Alexander Medina no clube. Um triunfo no clássico classifica a equipe às semifinais do Gauchão. 

Pressionado a dar uma resposta positiva após a vexatória eliminação da Copa do Brasil para o modesto Globo-RN, o Inter entrou em campo para enfrentar o Aimoré com uma escalação dividida entre essa necessidade de vitória com a precaução pelo alto número de pendurados antes do Gre-Nal. Presenças constantes no time e com dois amarelos, Wesley Moraes, Bruno Méndez, Moisés e Dourado ficaram no banco. Na mesma situação, Taison iniciou o jogo, assim como Liziero, que tem sido habitualmente reserva na equipe colorada.

O clima ruim no Beira-Rio foi sentido pelos jogadores ainda antes de a bola rolar com vaias já no aquecimento por parte do pequeno público de pouco mais de 5 mil torcedores no estádio. No anúncio da escalação, Cuesta, Edenilson, Medina e Dourado, mesmo como reserva, foram bastante vaiados pelos colorados. As vaias seguiram com a partida em andamento tendo Cuesta e Edenilson como os principais alvos. 

Como esperado, o Aimoré se postou no campo de defesa tirando os espaços do Inter. Cacique Medina manteve a estrutura de fazer uma saída de três, dessa vez com Gabriel recuando entre os zagueiros. Assim, os dois laterais avançavam ao mesmo tempo procurando dar amplitude, o que fez Edenilson atuar mais pela faixa central que pelo lado do campo. Um pouco à frente do camisa 8, Taison, Mauricio e David tentavam se movimentar para encontrar espaços entre as linhas de marcação da equipe visitante. 

O Inter iniciou tendo dificuldade para furar a marcação do Aimoré. Assim, a primeira chance de gol veio em uma bola parada. Aos 19, Kaique Rocha desviou após escanteio batido por Mauricio, e Fabián Volpi reagiu rápido para dar defender parcialmente. No rebote, o lateral Raphael Soares foi mais rápido que Cuesta e Taison e evitou que a bola entrasse.

Três minutos depois, Volpi voltou a aparecer bem em chute cruzado de Mauricio. O meia colorado e o goleiro do Índio Capilé tiveram outro duelo aos 30. Dessa vez, o chute de Mauricio saiu mais forte, mas Fabián Volpi tirou de mão trocada para escanteio.

O crescimento do Inter veio a partir do encaixa de marcação no campo de ataque e menos pela construção de jogo. Mas isso foi suficiente para abrir o placar. Aos 32, o volante Gabriel subiu para pressionar junto com os atacantes e roubou a bola. A jogada terminou com David recebendo de Edenilson e chutando de perna esquerda para, com ajuda de um desvio em Natã, vencer Fabián Volpi para marcar seu primeiro gol com a camisa colorada e abrir o placar. 

Liziero foi protagonista das duas chances de gol na reta final da etapa inicial. Aos 38, ele acertou um chute que passou perto. Logo depois, porém, errou um passe na frente da área colorada e contou com a ajuda de Kaique Rocha, que travou a finalização de Vinícius Baiano.

Autor do gol que deu a vantagem parcial ao Inter, o atacante David admitiu na saída para o intervalo a necessidade de reconquistar a confiança da torcida. 

— Sabemos que estamos devendo, mas isso só se consegue se dedicando, trabalhando. Não falta empenho, as coisas não vem acontecendo do jeito que desejamos, mas é manter a tranquilidade. Cadenciar o jogo, rodar a bola para criar espaço para entrar na defesa deles com maior facilidade. Saímos na frente, importante, não precisamos correr atrás do placar. Culpados somos nós (pelas vaias). Para melhorar isso, temos que vencer jogos, jogar bem, dedicação não falta. Vamos fazer de tudo para mudar isso, dar alegria ao torcedor que merece — declarou.

O Inter voltou para o segundo tempo sem mudanças. No Aimoré, Adriano entrou no lugar de Wagner. E os visitantes ameaçaram logo no início da etapa final. Após cobrança de escanteio, Anilson desviou de cabeça e Daniel fez uma grande defesa para manter o Colorado em vantagem. O Inter respondeu também em bola parada. Cuesta chegou a mandar para as redes depois de falta batida por Edenilson, mas o gol acabou anulado por impedimento.

Em desvantagem, o Aimoré adotou uma postura mais ofensiva no segundo tempo, o que deixou o jogo aberto. Apesar dos espaços, as chances de gol não iam aparecendo. As finalizações vinham apenas de fora da área. Anilson e Adriano tentaram para o Aimoré sem muito perigo para Daniel. Taison arriscou pelo Inter logo depois, mas mandou para fora.

Com o cronômetro passando dos 20 minutos, Medina decidiu mexer com três trocas de uma vez só. Wesley Moraes e Johnny foram opções para descansar Edenilson e Taison visando ao Gre-Nal. Já Moisés entrou porque Paulo Victor havia pedido para sair. 

Aimoré também mudou com as entradas de Luís Soares e Paulinho Dias, mas o ritmo de jogo caiu ainda mais. Medina ainda mandou D’Alessandro e Boschilia a campo nos minutos finais, mas a partida escava decidida. Com 1 a 0 magro e uma atuação ainda pouco convincente, o Inter, pelo menos, quebrou o jejum de vitórias antes do Gre-Nal 435.

Ficha técnica
INTER 1x0 AIMORÉ
Gauchão — 10ª rodada — 6/3/2022

INTER
Daniel; Bustos, Kaique Rocha, Cuesta e Paulo Victor (Moisés,  23’/2ºT); Gabriel e Liziero  (Dalessandro, 36’/2ºT); Edenilson (Johnny, 23’/2ºT), Taison (Wesley Moraes,  23’/2ºT) e Mauricio (Boschilia, 36’/2ºT); David. Técnico: Alexander Medina.

AIMORÉ
Fabián Volpi; Anilson, Natã, Lucão e Raphael Soares; Wellington Reis (Carlos Alberto, 16’/1ºT, depois Paulinho Dias, 28’1/2ºT) e Mardley (Leandro Córdova, 38’/2ºT); Marcelinho, Wagner (Adriano, (INT)) e Vinícius Baiano; Sassá (Luís Soares, 28’/2ºT). Técnico: Rafael Santiago (interino)

Gols: David (I), aos 32min do 1º tempo
Cartões amarelos: Mauricio (I)
Público total: 5.045
Público pagante: 3.383
Renda: R$ 125.921,00

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por André da Silva Bitencourt e Conrado Bittencourt Berger.
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre

Próximo jogo
Quarta-feira, 9/3 – 21h
Inter x Grêmio
Beira-Rio  - Gauchão (9ª rodada)

Fonte: GZH


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »