23/03/2022 às 08h34min - Atualizada em 23/03/2022 às 08h34min

Brasil tem maior programa hídrico da história, diz Rogério Marinho

R7

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, fez um pronunciamento em rede nacional de televisão nesta terça-feira destacando as ações da pasta em relação às melhorias hídricas. Marinho afirmou que o governo federal está "implementando o maior programa de infraestrutura hídrica já vista em nosso país", com mais de 3 mil quilômetros de canais e adutoras prontas, em construção ou a serem construídas.

A fala acontece marca o Dia Mundial da Água. Segundo ele, o ministério vem desenvolvendo "ações estruturantes e transformadoras". "Quando essas obras estiverem concluídas, 16,5 milhões de pessoas em 545 cidades de sete estados nordestinos serão beneficiadas com água em quantidade e qualidade."

Rogério Marinho ressaltou a entrega da transposição do Rio São Francisco. "170 anos depois, como profetizou Antônio Conselheiro, o sertão vai virar mar. Os dois eixos principais da transposição do São Francisco estão concluídos. As águas do Velho Chico chegaram ao nosso Rio Grande do Norte, em Jardim de Piranhas, depois de saírem de Cabrobó, em Pernambuco e passarem pelo Ceará e pela Paraíba. É um marco histórico, resultado de muito esforço e de compromisso do nosso governo", pontuou.

O ministro aproveitou o tempo na televisão para criticar os governos anteriores. "A transposição não tem dono. Ela é de todos os brasileiros. Começou em 2007, devia ter sido entregue em 2011, não fossem os erros de projeto, condução e execução da obra em gestões anteriores, o que resultou em um custo quatro vezes maior do que o inicial. Os últimos anos foram de muito trabalho para corrigir essa falha."

Sobre saneamento básico, Marinho elogiou o marco legal aprovado em 2020. "Entregamos cerca de 500 obras de tratamento de água e esgoto em todas as regiões do país. Elas somam quase R$ 11 bilhões em investimentos. Com o Marco Legal do Saneamento, criamos um ambiente seguro para os investidores privados. Os oito leilões realizados até agora já asseguram R$ 45 bilhões em investimentos. Até 2033, chegaremos a R$ 700 bilhões, tratando o esgoto, levando água de qualidade e dignidade para todos os brasileiros. Para nós, água é vida."


 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »