28/03/2022 às 15h57min - Atualizada em 28/03/2022 às 15h57min

Eduardo Leite renuncia ao governo do Rio Grande do Sul

Tucano também confirmou sua permanência no PSDB, onde pretende ter mais "liberdade e disponibilidade" para se movimentar

Correio do Povo

Eduardo Leite (PSDB) renunciou ao cargo de governador do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira. O comunicado foi feito em vídeo apresentado antes da entrevista coletiva convocada para o Palácio Piratini. "Vou renunciar ao poder para não renunciar à política", disse Leite ao destacar que a decisão foi "ponderada" e "demorada" devido sua importância. Quem assume o principal cargo do governo pelos próximos nove meses é Ranolfo Vieira Júnior, então vice-governador do Estado.

O vídeo foi exibido em uma sala ocupada por apoiadores e familiares do tucano.

Durante o discurso, Eduardo Leite também confirmou que seguirá no PSDB. "Eu fico com meu partido porque o PSDB é importante na minha vida", disse. Agora, sem ocupar o cargo de governador, Leite quer "liberdade e disponibilidade para se movimentar no campo político".

 

"A renúncia me abre muitas possibilidades e não me retira nenhuma"

A renúncia marca mais um passo do político rumo à tentativa de disputar as eleições. Em novembro do ano passado, Leite perdeu as prévias do partido para João Doria, governador de São Paulo, em decisão apertada. Hoje, durante coletiva à imprensa, Leite afirmou que conversou com Doria por telefone momentos antes do anúncio da renúncia. Segundo ele, os dois estão "alinhados" em suas propostas para o país. 

"A renúncia me abre muitas possibilidades e não me retira nenhuma. A lei eleitoral exige que estejamos fora de um cargo executivo", respondeu Leite ao ser questionado sobre suas aspirações políticas. "Eu tenho disposição, mas não quero isso a qualquer custo. Tenho uma história dentro do partido. São 20 anos de filiação", destacou. 

Desde então, nos últimos meses, Leite acenou para uma possível troca de partido
 migrando para o PSD, o que não se concretizou. Dois dias após Leite ter participado de ato do PSD, lideranças do PSDB divulgam carta pedindo para que ele permanecesse na sigla. O governador responde positivamente. Essa decisão foi selada em discurso nesta segunda-feira. 
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »