08/04/2022 às 10h27min - Atualizada em 08/04/2022 às 10h27min

Brasil registra primeiro caso da subvariante da Ômicron

Ministério da Saúde confirma primeiro caso da XE nesta quinta-feira. Trata-se de um morador de SP.

Jornal Noroeste
 

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (7) o primeiro caso no Brasil de mais uma mutação da covid-19, a subvariante XE. A identificação foi feita pelo Instituto Butantan em paciente de 39 anos. Morador de São Paulo, ele estava com esquema vacinal completo. 

A recombinação genética é uma mistura de duas sublinhagens (BA.1 e BA.2) da Ômicron, variante que provocou uma explosão de casos da doença no país em dezembro de 2021 e janeiro deste ano. 

Em nota, a pasta afirma que “mantém o constante monitoramento do cenário epidemiológico da covid-19” e também defendeu o reforço na vacinação para evitar o avanço de novas variantes no País.

A subvariante XE ainda não foi classificada como uma variante de preocupação (VOC) pela Organização Mundial da Saúde (OMS), assim como a Delta e a Ômicron. A nova cepa da covid-19 tem chamado atenção das autoridades em saúde e aparenta ser mais transmissível, porém estudos iniciais apontam que não há aumento na gravidade da covid-19 e confirmam a efetividade das vacinas contra a mutação.

O primeiro caso da XE foi confirmado no Reino Unido em janeiro. Dinamarca, Irlanda, Escócia, Estados Unidos e País de Gales também já identificaram a presença da subvariante da covid-19. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »