27/09/2019 às 17h33min - Atualizada em 27/09/2019 às 17h33min

Quadro de hoje: história da COOPAX

Jornal Fronteira em Notícia
O Caçador de Relíquias desta semana vai contar a história da Coopax, uma cooperativa que já possui mais de vinte anos.
Tudo começou nos anos 80. Mais precisamente entre os anos de 1988 e 1989, quando um grupo de agricultores que faziam parte da direção do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), juntamente com demais agricultores familiares do município, resolveram se juntar para criar um espaço a fim de comercializar os seus produtos.
Com isso, em 30 de junho de 1990, foi criado uma espécie de “bolichão”nas instalações do próprio STR, onde os agricultores vendiam seus produtos coloniais.
A ideia foi muito bem aceita pela comunidade e os agricultores passaram a ter um bom resultado com as vendas. Com o dinheiro da venda dos produtos, os agricultores faziam suas compras em outros mercados, que na época eram o Weber e o Soni. Surge então a ideia de os próprios agricultores terem um mercado. Assim venderiam seus produtos coloniais e comprariam o que faltava.
Em 17 de agosto de 1994, a antiga APAX passa a ser COOPAX. Foi alugado um prédio, onde atualmente funciona a loja Clariluz, e a cooperativa iniciou suas atividades. Posteriormente, foi alugado o prédio onde hoje funciona a Spasso Calçados e Confecções.
No ano de 1995, foi alugado o prédio que hoje funciona a COOPAX matriz, sendo que no ano de 1996 o mesmo foi adquirido pela cooperativa. A COOPAX foi conquistando seu espaço, seus clientes e caiu no gosto do povo. De lá até hoje, o mercado já foi ampliado e passou por várias modernizações, sempre pensando no bem-estar de seus clientes.
No ano de 2000, surge a COOPAX Filial, com a aquisição do prédio da antiga Cotrisa. A cooperativa realizou a reforma e pintura do prédio e começou a trabalhar com recebimento e venda de grãos, entre eles, soja e milho.
No ano de 2001, a cooperativa cedeu um espaço para implantação e funcionamento da Cresol e mais tarde, para rádio Amizade FM. Ambas não funcionam mais no espaço cedido.
No ano de 2002, a Coopax matriz iniciou seu processo de ampliação, pois o prédio não comportava mais a demanda. Assim, o prédio foi ampliado, modernizado e climatizado.
Além disso, no espaço da filial, foi criada uma agroindústria, que era de vegetais e que hoje tornou-se padaria, agroindústria de processamento de mandioca e engarrafadora de cachaça.
No ano de 2010, a COOPAX inaugurou seu abatedouro de aves, que hoje é um grande sucesso, produzindo e comercializando frangos de qualidade. Ademais, a própria COOPAX produz a ração que abastece os aviários. Destaca-se ainda o abastecimento de frutas do mercado, pois desde o ano de 2018 a cooperativa busca frutas direto da Ceasa, comercializando-as com valores bem mais acessíveis.
No ano de 2019, sempre inovando para bem atender toda região, a COOPAX trouxe agora com exclusividade uma linha completa de herbicidas, fungicidas e inseticidas com receituário e com depósito autorizado pelos órgãos competentes. Além da comercialização de adubos químicos, orgânicos e folhares e sementes de milho e pastagens. Conta também com rações, farelo de trigo, milho, quirera, sal mineral e uma ferragem completa e uma bem montada agropecuária.
Hoje a Coopax está sob a direção da presidente Maria Schröpfer e possui 43 funcionários. Dispõe de uma frota nova de veículos com 3 Splinter e 1 Strada, 1 F4000 e 1 furgão refrigerado, além dos prédios da matriz e filial. Atualmente, na filial, estão sendo instalados dois novo silos com capacidade para 3 mil sacos cada.
A COOPAX Matriz e filial funcionam de segunda a sábado, das 8h às 12h e das 13:30h às 18h. A matriz atende pelo fone 3354-1118. Já a filial funciona também aos domingos, das 8h às 11h e atende pelo fone 3354-1288.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »