01/11/2019 às 16h08min - Atualizada em 01/11/2019 às 16h08min

A psicóloga Camila Vorpagel Zabolotski fala, nesta edição, sobre "Psicólogo é para louco?"

Jornal Fronteira em Notícia

Diariamente, escutamos da sociedade que Psicólogo é para gente louca, maluca e, por este motivo, não há por que procurar o profissional para tirar suas dúvidas sobre o trabalho que é desenvolvido, e muito iniciar um atendimento, afinal, eu não sou maluco. Diante disso, hoje vamos compreender um pouco mais sobre a prática clínica do Psicólogo. 

Na clínica, o psicólogo pode atender crianças, adolescentes, adultos e idosos, podendo ser atendimentos individuais, de casal ou de família. O objetivo é auxiliar o seu paciente a compreender as causas de seu sofrimento psíquico e ajudar a encontrar formas de superá-los. E como o psicólogo faz isso? Através da escuta. Esse é o instrumento de trabalho do psicólogo! A escuta é o papel fundamental na intervenção que o profissional vai realizar com seu paciente. 

 O psicólogo-clínico atende portadores de transtornos psiquiátricos como depressão, síndrome do pânico, bipolaridade, esquizofrenia, entre outros.  Mas diversas outras questões podem levar você a fazer terapia. Você pode estar enfrentando dificuldades no relacionamento conjugal, familiar ou profissional, além de situações de perda e luto, conflitos internos, dificuldades de aprendizagem, tristeza, ou tantas outras demandas. É importante ressaltar que qualquer pessoa que esteja insatisfeita com algum aspecto de sua vida e queira melhorá-lo, deve procurar ajuda do profissional que possa dar o suporte que você precisa, o PSICÓLOGO!


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »