15/02/2020 às 08h36min - Atualizada em 15/02/2020 às 08h36min

Mãe de atirador que confessou matar três pessoas em briga de trânsito é denunciada por homicídio

Gaúcha ZH
Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
O Ministério Público (MP) denunciou a mãe de Dionatha Bitencourt Vidaletti, 24 anos, como coautora do triplo homicídio na zona sul de Porto Alegre. Em 26 de janeiro, Rafael Zanetti Silva, 45 anos, Fabiana da Silveira Innocente Silva, 44, e Gabriel Innocente Silva, 20, foram assassinados com tiros durante briga de trânsito.
 

Para o MP, Neuza Regina Bitencourt Vidaletti participou dos três homicídios triplamente qualificados, além dos crimes de omissão relevante causal, porte ilegal de arma e disparos de arma de fogo.
 

A denúncia, assinada pela promotora de Justiça Lúcia Helena Callegari, foi apresentada, inicialmente, no último dia 30 e recebida pelo Judiciário no mesmo dia.
 

O aditamento é assinado pelo promotor de Justiça Eugênio Paes Amorim. O promotor entende que Neuza, "levando a arma de fogo ao momento da desavença, bem como ao atirar a esmo e ao não impedir que o denunciado Dionatha, seu filho, pegasse a arma, houve omissão relevante causal e, sendo assim, concorreu para a prática do crime".
 

Em entrevista ao Gaúcha +, o promotor Amorim disse que solicitou a prisão preventiva de Neuza à Justiça.
 

— A decisão pela denúncia foi técnica. O fato de ela (Neuza) ter levado uma arma para uma discussão verbal foi determinante — ressaltou o promotor.
 

Na 4ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (4ª DHPP), segundo o delegado Rodrigo Pohlmann, a mãe do autor confesso das três mortes é investigada apenas por fraude processual.
 

Contraponto
 

O  advogado  Marcos Ribeiro de  Sousa,  representante de Neuza, afirma que ainda não teve acesso à denúncia e  não irá se  manifestar a  respeito do caso. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »